Globalização
Globalização

Polêmico, o termo globalização foi tão amplamente empregado que, em vez de tornar-se mais claro, fica cada vez mais impreciso e confuso. Considerado do ponto de vista estritamente econômico, poderia ser descrito como um processo de crescente integração de mercados nacionais, facilmente observado por consumidores com acesso a produtos das mais diversas procedências, tênis “made in” Cingapura ou brinquedos “made in” China.

Globalização e Marcas
Globalização e Marcas

Mas sua abrangência vai além da aceleração no fluxo de comércio internacional. Secundada pela grande revolução na área das comunicações, a globalização propiciou maior mobilidade dos fluxos financeiros, que transitam livres entre fronteiras nacionais.

Globalização e Multinacionais
Globalização e Multinacionais

Essa crescente interdependência econômica global compromete progressivamente as decisões políticas domésticas, que cada vez mais estão subordinadas ao que acontece no mundo. Essa “submissão” restringe significativamente o poder de cada Estado nacional e dos seus governantes.

Mundo globalizado
Mundo globalizado

A globalização também está associada ao neoliberalismo. O avanço da integração econômica dependia de uma reformulação urgente no papel do Estado, afinal, argumentava-se, o Muro de Berlim (1989) caíra e com ele os paradigmas da Guerra Fria.

Neoliberalismo
Neoliberalismo

Na época, profetizava o então presidente dos EUA, George Bush, sobre os escombros da ex-URSS: “Chegamos a uma nova ordem mundial”. Aquele Estado, aparelhado para a guerra, com monopólio de setores estratégicos, pesado e oneroso, ia desaparecer. Em seu lugar, seria erigido um Estado-mínimo, mais ágil e comprometido com a agenda social. Em tese, esse era o caminho.

Informações
Informações

Autor do texto: Roberto Candelori. E-mail: rcandelori@uol.com.br

Imagens selecionadas por Edson Maia.

Anúncios